quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Let'Shop - Querida Júlia

Ontem fomos à SIC ao programa "Querida Júlia".
O tema abordado foi falar sobre peças que favorecessem peitos pequenos.
Como tivemos alguns pedidos para mais dicas, decidimos alargar um pouco mais o tema aqui neste post. Ou seja, vamos dar um lamiré para peitos pequenos e grandes.
E já agora, somos todas mulheres (em princípio) e o termo correcto a usar é mama, não peito. Peito é o do pé. Esclarecido este ponto, aqui vai.
Hope you all like it! ;)
As mamas são uma das partes do corpo das mulheres que mais transmitem o conceito de feminilidade.
Existem vários tamanhos, vários formatos mas o importante para que nos sintamos bem com o que a natureza nos deu está em saber que peças usar. Sim, porque a roupa faz toda a diferença!
O segredo está em adaptar o corte da peça de roupa ao tipo de mama, independentemente do tipo de corpo. Quando não nos sentimos confortáveis é impossível sentirmo-nos bem, elegantes ou sensuais.
Cada conjunto deve estar adaptado ao corpo de cada pessoa, vestindo o seu estilo.
O resultado final é uma pessoa bonita, interessante, elegante e com algum mistério.
O principal é a pessoa e não o seu decote.
Seguem algumas dicas para mulheres com muito e pouca mama.

Pouca mama:
O ideal é aproveitar para ousar nos decotes mais profundos, nas peças com volume como os drapeados, os franzidos e os plissados que se enquadram dentro das tendências. Qualquer textura nessa zona vai ajudar a criar a ilusão de volume.
As golas altas com cava americana ficam fabulosas. Pode usar malhas grossas e as camisas fechadas até acima para dentro das calças, desde com padrão.
Os casacos curtos e os coletes favorecem a figura. Um look andrógino torna-se sexy, com smoking e gravata.
As peças traçadas como o "cache-coeur" e os vestidos wrap fazem milagres à figura. Os colares compridos, à volta do decote ou babete são uma alternativa aos decotes texturados para criar volume - ex. numa camisa sem bolsos ou numa t-shirt.
Deve ter, no entanto, alguns cuidados com determinadas peças. Um cai-cai deve ser bem escolhido – para não cair mesmo – e deve estar adaptado ao tamanho da mama.
O ideal é usar tops com caixa para assentarem na perfeição. A vantagem é que pode usar qualquer peça sem correr grandes riscos de parecer mais “volumosa” e pouco elegante.

Mama grande:
Às “abençoadas”, exige-se um maior cuidado na escolha das peças.
O soutien deve ser bem escolhido para a mama encaixar naturalmente não ficando demasiado evidenciada; deve ter-se um maior cuidado com os decotes para este não ficar demasiado provocador e sem classe.
Determinados modelos de vestido – que marquem demasiado as formas – tornam o look vulgar. Apesar de poder ser sensual, pode tornar-se demasiado provocador e não ficar com um look chique.
Evite peças muito fechadas, as camisas devem estar sempre um pouco abertas – atenção só um pouco.
A gola alta é perigosa, principalmente se for com cavas americanas. Malhas caneladas e demasiado texturas na parte superior do corpo, também não favorecem.
O ideal são os decotes em "V" e todas as suas variações até ao "U" e ao “Y” profundo que trazem elegância ao look.
Também as sobreposições lisas, com peças contrastantes - cardigan escuro sobre top mais claro, alongam as linhas favorecendo a silhueta.
Os colares compridos são fantásticos desde que não tenham um comprimento que os faça “balançar” dmasiado sobre a mama.
Evite peças muito largas – engordam - e prefira peças mais justas ao corpo, mas sem apertar.

Ficam aqui algumas fotos de celebridades com muuuuuiiiito pouca mama, mas muuuuuiiiito estilo.
Aqui é caso para dizer - o tamanho não importa.......
Só para se inspirarem.... ;)


Hasta la vista!
Cristina*

3 comentários:

Fashionista disse...

adorei o post!

Anónimo disse...

oh, que pena nao assisti ao programa!
Ha repetição?

Cristina Dinarés disse...

Obrigada Fashionista ;)